Lua/Tsuki: um livro poema para crianças

July 26, 2017

Entre 1998 e 2000, o VHS de Mādadayo, filme de Akira Kurosawa de 1993, fez diversas viagens da videoteca da escola para minha casa. Ambientado no princípio da década de 1940, a história começa com o Sensei Uchida avisando a seus alunos da chegada de sua aposentadoria. Mais tarde, em um dos inúmeros ataques aéreos a Tokyo entre 1944 e 1945, Uchida e sua esposa perdem sua casa, e encontram alento em uma fiel turma de ex-alunos, todos já adultos, que o acompanham desde a infância.

 

Em uma dessas visitas, o Sensei e seus alunos observam uma enorme lua cheia no céu sobre grandes pilhas de escombros, e nesse momento cantam Tsuki, a canção da Lua, pela primeira vez no filme. Mais tarde, em um dos Mādakai, eventos organizados pelos ex-alunos do Sensei todos os anos para comemorar seu aniversário, a canção é entoada mais uma vez pelo grupo, mas desta vez acompanhada de uma coreografia especial, que termina com a imagem de uma grande bandeja redonda segurada pelos alunos atrás da cabeça do mestre, comparando Sensei Uchida à Lua, vista aqui como símbolo de iluminação.

 

Sensei Uchida e seus alunos no Mādakai — em japonês, o termo Bon (盆), que pode se referir a uma bandeja redonda, também é o nome de um festival, Obon ou simplesmente Bon: tradição confúcio-budista para honrar aos espíritos ancestrais.  (IMAGEM Toho/Europa Filmes)

 

Tsuki, juntamente com diversas outras canções populares e folclóricas, foi publicada em 1911 pelo Ministério da Educação do Japão em um livro com partituras que foi distribuído em todas as escolas de educação infantil japonesas até 1932, quando uma nova coletânea foi lançada substituindo a anterior. Essa pequena canção em três estrofes, nos convida a vislumbrar a beleza da lua e a fugacidade de uma nuvem que passa, nos lembrando da completude dos processos da natureza e da impermanência da vida. Da vontade em trabalhar num ponto de convergência dessas referências surge Lua/Tsuki, um exercício de transliteração em forma de livro poema, onde os dois idiomas se entrecruzam no meio do caminho, sob a mesma Lua e a mesma nuvem. 

 

 

PRODUTOS RELACIONADOS

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Please reload

ARQUIVO

Lançamento: Inventário de Mulheres Possíveis, de Val Prochnow

1/2
Please reload

EM DESTAQUE
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

SEGURANÇA

PAGAMENTO

© 2017 MODULAR—EDIÇÕES CNPJ 13.147.396/0001-46